Ciprofloxacino

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ciprofloxacino Posologia

Salvo prescrição médica contrária, as seguintes doses são recomendadas:

Indicações Dose diária para adultos
ciprofloxacino (mg) -
Via oral
Infecção do trato respiratório de acordo com a gravidade e o agente etiológico 2 x 250 a 500 mg

Infecção do trato urinário:

* Aguda, não-complicada.

** Cistite em mulheres antes da menopausa.

*** Complicada

 

* 1 a 2 x 250 mg -

**dose única 250 mg

*** 2 x 250 a 500 mg

Gonorréia:

* extragenital
** aguda, não-complicada

 

* dose única 250 mg
** dose única 250 mg

Diarréia 1 a 2 x 500 mg
Outras infecções 2 x 500 mg

Infecções graves, com risco de vida:

pneumonia estreptocócica,
infecções recorrentes em fibrose
cística, infecções ósseas e das
articulações, septicemia, peritonite
(principalmente causadas por
Pseudomonas, Staphylococcus ou
Streptococcus)

2 x 750 mg

Crianças e Adolescentes

Dados clínicos e farmacocinéticos dão suporte ao uso de ciprofloxacino em pacientes pediátricos com fibrose cística (idade entre 5 e 17 anos) e com exacerbação pulmonar aguda associada a infecção por Pseudomonas aeruginosa, na dose oral de 20 mg/kg, duas vezes ao dia (dose máxima diária de 1.500 mg).

 

MODO DE ADMINISTRAÇÃO

Os comprimidos devem ser deglutidos inteiros com um pouco de líquido, independentemente das refeições; quando ingeridos com o estômago vazio, a substância ativa é absorvida mais rapidamente.

 

Duração do Tratamento

A duração do tratamento depende da gravidade da doença e do curso clínico e bacteriológico. É essencial manter-se o tratamento durante, pelo menos, 3 dias após o desaparecimento da febre e dos sintomas clínicos. Duração média do tratamento: 1 dia, nos casos de gonorréia e cistite aguda não complicada; até 7 dias, nos casos de infecção renal, trato urinário e cavidade abdominal; durante todo o período neutropênico, em pacientes com defesas orgânicas debilitadas; máximo de 2 meses, nos casos de osteomielite; 7 a 14 dias, em todas as outras infecções. Nas infecções estreptocócicas, o tratamento deve durar, pelo menos 10 dias, pelo risco de complicações posteriores. As infecções causadas por Chlamydia também devem ser tratadas durante um período mínimo de 10 dias.

Crianças: Nos casos de exacerbação pulmonar aguda de fibrose cística, associada a infecção por Pseudomonas aeruginosa, em pacientes pediátricos com idade entre 5 e 17 anos, a duração do tratamento deve ser de 10 a 14 dias.

"NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE."